Quinta-feira, 14 de Maio de 2009

Espaço

 

1- Em Memorial do Convento os espaços físicos são também espaços sociais. Justifique esta asserção, analisando uma das seguintes descrições: o auto-de-fé, a tourada, a procissão dos penitentes, a procissão do Corpo de Deus, a revolta das freiras, a sagração da primeira pedra do Convento de Mafra, o transporte da grande pedra de Pêro Pinheiro para Mafra.

 

2- Contrastando com o tom sério, dramático, das descrições dos ambientes populares, da opressão de um povo, do trabalho dos pedreiros de Mafra mal alimentados e arrebanhados convulsivamente, há um tom jocoso na descrição de costumes e rituais dos membros das classes superiores. Escolha um excerto que exemplifique esse tom jocoso que rebaixa as classes dominantes e que mostra a ironia do narrador.

 

 

Espaço

 

1- Em Memorial do Convento os espaços físicos são também espaços sociais. Justifique esta asserção, analisando uma das seguintes descrições: o auto-de-fé, a tourada, a procissão dos penitentes, a procissão do Corpo de Deus, a revolta das freiras, a sagração da primeira pedra do Convento de Mafra, o transporte da grande pedra de Pêro Pinheiro para Mafra.

 

2- Contrastando com o tom sério, dramático, das descrições dos ambientes populares, da opressão de um povo, do trabalho dos pedreiros de Mafra mal alimentados e arrebanhados convulsivamente, há um tom jocoso na descrição de costumes e rituais dos membros das classes superiores. Escolha um excerto que exemplifique esse tom jocoso que rebaixa as classes dominantes e que mostra a ironia do narrador.

                                                             

Tempo

 

1- Numa entrevista ao semanário «O Jornal», Saramago diz: “Eu vejo o tempo como um harmónio. Assim como este pode ser estendido ou encolhido, os tempos podem tornar-se contíguos uns dos outros. É como se 1720 tivesse sido ontem, agora mesmo, ali naquele salão”.

 

Interprete as palavras do autor relacionando-as com o tempo da acção de Memorial do Convento.

 

 

                                                      

Tempo

 

1- Numa entrevista ao semanário «O Jornal», Saramago diz: “Eu vejo o tempo como um harmónio. Assim como este pode ser estendido ou encolhido, os tempos podem tornar-se contíguos uns dos outros. É como se 1720 tivesse sido ontem, agora mesmo, ali naquele salão”.

 

Interprete as palavras do autor relacionando-as com o tempo da acção de Memorial do Convento.

 



publicado por Isabel Marques às 23:43
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
30

31


arquivos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO